28 setembro 2009

Surpresa do dia.

 

Gamba_no_MLobato_28-09-2009.jpgFotos de Jordy (1ºA) e da prof.ª Noemy.

 

Hoje de manhã foi um alvoroço na escola. Lá pelas 10 horas da manhã, alguns alunos foram pegos fora da sala de aula, correndo com “paus e pedras” (acreditem!), espantando um gambá e antes que pudessem machucar seriamente o animalzinho, receberam as devidas orientações e uma bronca, que mundo é este onde um ser desconhecido,  ser tratado tão mal,  só por existir e estar ali.

Pesquisando, descobri que o gamba é da espécie Didelphis sP E embora não seja desejado pelas pessoas devido ao cheiro que exala, tem a sua finalidade na natureza ao controlar a proliferação excessiva de algumas espécies como a pombinha amargosa.

O gambá é uma espécie da fauna brasileira, e assim como está escrito de forma clara na Legislação Ambiental, não deve ser aprisionada, perseguida, ferida ou morta. O gambá não é um animal arisco, mas quando ameaçado pode dar umas belas mordidas. Portanto, caso queira uma solução, evite entrar em contato direto com o animal, e peça ajuda do corpo de bombeiros ou da polícia ambiental de sua cidade.

Mas caso sua decisão seja a de ter uma convivência pacífica com esse curioso marsupial, é necessário que tomemos algumas providências, como por exemplo, acondicionar o lixo em latas e baldes fechados e evitar juntar entulho em sua casa!

Hoje a tarde mostrei as fotos numa loja agropecuária daqui da cidade e me informaram que parece ser uma femêa. De manhã já tinha cogitado a idéia de que poderiam haver filhotes e um ninho próximo. No site do ambiente brasil descobri que gambas não fazem ninho e que os filhotes ao nascer, vão para a bolsa da mãe, são animais marsupiais, como os cangurus. Acho que o pessoal da manutenção da escola terá trabalho nos próximos dias.

18242

 

 

+ informações sobre gambas: http://ambientes.ambientebrasil.com.br/fauna/artigos/marsupiais.html

Postar um comentário

Pesquisar no blog ou na web:

Google