05 julho 2009

Mais um filme sobre escola:

 

“Entre os Muros da Escola”

Uma investigação de como sentem-se os principais envolvidos na educação: professor e aluno
por Letícia Silva*

image

Cartaz do filme “Entre os Muros da Escola”, baseado no livro de François Begaudau

Aluno, professor, família: tensões diárias, protestos, trabalho, tristeza, raiva, alegria. No começo do ano, estourou na mídia Entre os Muros da Escola (Martins Fontes, 2009), livro do professor francês François Begaudau, sobre tudo o que vê e sente na rotina de seu trabalho. A obra gerou um filme homônimo que foi ganhador da Palma de Ouro, prêmio do Festival de Cannes. Em três meses de trabalho em uma escola da Zona Norte de São Paulo, observei um pouco do que é narrado por Begaudau em seu livro.

Entre os Muros não é mais um livro sobre educação. O autor não mostra melancolicamente a realidade escolar, não há um salvador da pátria pronto para defender a todos e terminar como herói de uma história (quem se lembra do longa Meu mestre, minha vida, com Morgan Freeman?). Deparamo-nos com narrativa em primeira pessoa, quase em formato de relatório, temperado com singela ironia nas entrelinhas, mas sem glorificar ou diminuir o papel de ninguém naquele contexto, nem o seu próprio.

(*) Fonte: Revista Capitu

Postar um comentário

Pesquisar no blog ou na web:

Google