03 março 2007

Por que estamos trabalhando mais do que podemos?


Estamos vivendo o "sucateamento profissional do mundo". Onde trabalhamos tão maquinalmente e com remuneração insuficiente, acabamos por não ter tempo para enxergar detalhadamente e com a devida atenção, o que é feito.

Estive lendo o forum de educação no orkut, sobre super-lotação de alunos em todas as instituições de ensino. Um dos posts levava ao link do blog de um professor de ensino a distância ( "blog.joaomattar.com". )
Até então, pensava que ensino a distância era um tipo de aula onde tinhamos professores a disposição de no máximo 10 alunos. Como lecionar para 40 alunos, não preparados para aprender (e isso é um pré-requisito essencial) e fazer com que adquiram e compreendam as razões e importância do conhecimento?!

Estive recentemente em um escritório de uma loja para uma troca de documentos. Imaginem que a pessoa encarregada, não soube me fazer um recibo, por tratar-se de troca e o que ela tinha como modêlo impresso era de entrega padrão. Depois de quase meia hora, apareceu com um documento, que estivera em sua gaveta desde sempre, mas que não sabia utilizar devidamente e serviria para o meu caso.
Também já ouvi estórias de caixas de loja que não sabem, somar, que usam somente o leitor de código de barras. De cabeça, nem troco com números de 2 algarismos.
Obras de engenharia em que, para baixar custos, constroem-se sem atenção para a dimensão do perigo destas edificações mal executadas, assustadoras para quem as habitará, neste solo de hoje tão "mutante e instável".
Estamos assistindo a tudo isso rápidamente, também estamos aprendendo e mudando.

Tenho fé no amanhã, "depois de amanhã", onde plenamente despertos, construiremos de fato o mundo e a vida, sob uma ótima mais humana, onde o planeta seja parte de nós, vivo, pleno.

:)



Postar um comentário

Pesquisar no blog ou na web:

Google